De Londres para a costa inglesa: Aldeburgh, o antigo porto

Entramos no ônibus em Londres tendo como destino Aldeburgh. Pela estrada, vimos um campo de girassóis, outro de alfazemas, ovelhas, cavalos…. muito trigo e montes de feno que, como disse a violinista Soraya Landim, pareciam paçocas gigantes. “Chegamos no Graal?”, foi a pergunta do croata Alen Biscevic, violista, ao estacionarmos em uma parada para almoço. Foi brincadeira, mas viajamos tanto nos últimos anos – quando a Orquestra toca em outras cidades do Estado ou com o projeto Osesp Itinerante – que talvez a estrada tenha se tornado uma só para muitos de nós, mesmo quando estamos em outro país.

Rio Alde, em Aldeburgh

Aldeburgh é uma pequena cidade do condado de Suffolk , na costa da Inglaterra. A cidade foi utilizada como porto há séculos –  hoje é um ponto turístico e uma espécie de balneário para os ingleses. O poeta George Crabbe nasceu em Aldeburgh, e o lugar inspirou duas de suas séries de poemas: A Aldeia e A Cidade. Uma das personagens de A Aldeia era Peter Grimes, transformada em ópera pelo compositor Benjamin Britten:

Fundado em 1948  por  Britten com mais dois colegas, o Aldeburgh Music Festival acontece no Snape Maltings, um complexo com construções de tijolos, rústicas, em uma grande propriedade afastada do centro de Aldeburgh, às margens do rio Alde. O concerto da Osesp aconteceu no Snape Maltings Concert Hall –  uma antiga cervejaria transformada em teatro. Hoje o lugar abriga as apresentações musicais do Snape Proms, festival de música e outras manifestações artisticas. A Orquestra fez parte da programação do festival.

Ao redor da sala de concerto, algumas lojas de artesanatos e antiguidades, restaurantes…

O lugar parecia ter outra “textura”: as teias de aranha eram diferentes, assim como a água do rio Alde e a grama. A violinista Anca Gavris teve a mesma impressão. Tanto que tirou os sapatos para caminhar pelo campo. “Você precisa pisar neste gramado” falou ao clarinetista Sergio Burgani.

Depois de sentir Aldeburgh com os pés descalços, entramos no teatro para o ensaio da Osesp.

O público chegava de carro e a pé.  Assim como no Royal Albert Hall, alguns ingressos são vendidos pouco antes do concerto para quem quiser sentar no chão, em frente ao palco, quando a lotação do teatro está esgotada.

Rapidamente o Snape Maltings Concert Hall ficou lotado. Mais de 800 pessoas estiveram presentes no concerto, muitas sentadas no chão, bem perto da Orquestra.

Marin Alsop subiu ao palco e apresentou a Orquestra ao público de Aldeburgh. O concerto teve início com a Abertura Festiva de Camargo Guarnieri.  Em seguida, o violoncelista Antonio Meneses entrou no palco para interpretar o Concerto Para Violoncelo de Dvorák.

A plateia era formada em sua maioria por idosos e crianças. Senhoras e senhores elegantes com trajes formais ao lado de senhoras e senhores com trajes mais despojados. Algumas das pessoas sentadas no chão tiraram os sapatos para assistir ao concerto. Lembrei-me da cena dos músicos da Osesp descalços para sentir a grama diferente, momentos antes de entrarem no palco.

O concerto terminou com a Sinfonia nº 4 de Tchaikovsky. O bis com Edu Lobo e Lorenzo Fernandes fez a plateia aplaudir com entusiasmo.

Após o concerto, lanchamos e pegamos novamente a estrada, já tarde da noite. O ônibus mergulhou na escuridão e ela, a estrada, continuava a mesma com seus pastos, carrinhos de frutas à venda, paradas para viajantes. Chegamos a Londres de madrugada.

Admiramos a cidade de noite, com as luzes azuis do London Eye refletidas nas águas do Tâmisa. As catedrais centenárias, imponentes. O Big Ben ao nosso lado, quando o ônibus parou no sinal vermelho. No dia seguinte viajaríamos novamente para Frankfurt, na Alemanha, para de lá seguirmos até a próxima parada da turnê:  Wiesbaden

Anúncios

2 thoughts on “De Londres para a costa inglesa: Aldeburgh, o antigo porto

  1. Pingback: Quinteto de Sopros chega ao Engenho Central no primeiro dia da Osesp Itinerante em Piracicaba | Osesp Itinerante

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s