Um dos primeiros destinos da Osesp na Europa: Tonhalle, Zurique

A primeira turnê da Osesp para a Europa aconteceu em 2003 e percorreu cinco cidades suíças e duas alemãs. De todo o roteiro, a Tonhalle, em Zurique, era certamente o palco mais importante. A Orquestra voltou a tocar ali em 2007 e agora novamente, depois de seis anos. A cidade impressiona pela organização, pela limpeza e pela educação da sua população. Sua mais importante sala de concertos não poderia ser diferente. Bela por fora e por dentro, a Tonhalle é um dos principais destinos da música clássica mundial e é sede da reconhecida orquestra que leva o seu nome: a Orquestra da Tonhalle de Zurique.

img_6548

img_6581

img_6604

A regente Marin Alsop comanda a orquestra e o palco para a sexta apresentação de um total de 15 que a Osesp fará na Europa. Entre um parte e outra do ensaio, conversas com músicos, técnicos, gerente e com a chefe de produção, Analia Belli.

img_6557_1_zurique

img_6573_1_zurique

A contrabaixista Ana Valéria Polés – única mulher do naipe – não perde tempo e nos pequenos intervalos de ensaio, além de cuidar da música, cuida também da aparência (e das unhas).

img_6574_1

A bateria, comandada por Armando Yamada, é parte fundamental nas Danças Sinfônicas de West Side Story, de Leonard Bernstein. Responsabilidade grande, já que o compositor foi professor e uma das principais influências da regente Marin Alsop.

img_6578_1

Em ordem nas fotos, os três alunos da Academia da Osesp que hoje fazem parte da orquestra e a atual aluna, que também viaja com o grupo: Leandro Dias, violino (no centro, de camiseta azul); Ricardo Barbosa, oboé (também ao centro, de branco); Lucas Esposito, contrabaixo; e Monique dos Anjos, violino (logo a frente dos tímpanos, de blusa cinza – ou bege?).

img_6595_1

img_6596_1

img_6598_1

img_6599_1

A satisfação e a alegria por ter realizado mais um bom concerto ficam estampados no rosto da regente Marin Alsop ao parabenizar seus músicos ao fim do Mahler, em Zurique.

img_6631_1

img_6628_1

img_6637_1

Literalmente nos bastidores. Por trás e por baixo do palco, um ângulo do qual poucos têm acesso.

img_6658_1

E mais uma noite de autógrafos. Logo após o concerto na Tonhalle, Marin Alsop recebe o público em Zurique.

img_6666_1

E o palco não é o único lugar pra ensaiar e aquecer e manter a musculatura em ordem. Alex Tartaglia (trombone) e José Costa Filho (trompa), aproveitam o tempo de espera no aeroporto pra manter a forma.

img_6677_1

img_6682_1

E a equipe de produção e técnica (Ronald Goés, Aline Gurgel e Alessandra Cimino) com um intruso ali no meio (o também ex-aluno da Academia da Osesp e, hoje, músico titularizado do naipe de violas da Osesp, Ederson Fernandes.

img_6680_1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s